-

A terra dos mistérios, superstições e da arqueologia moderna.

Com uma história que remonta quatro mil anos antes de Cristo, o Egito é famoso por suas grandes obras arquitetônicas na antiguidade, incluindo-se as três grandes pirâmides - Quéfrem, Quéops e Miquerinos - além de várias outras menores espalhadas pelo seu território, monumentos antigos e a maior cidade da África, Cairo. O país está localizado no Norte da África e é banhado pelo Mar Mediterrâneo, mas sua cultura é árabe.

LOCALIZAÇÃO

População: 83.386.739 | Fuso horário: +5:00 | Localização: África

camera

FOTOS DO DESTINO

videoVÍDEO DO DESTINO

PACOTE PROMOCIONAL

PRINCIPAIS CIDADES | Egito

pontos-turisticos

Cairo

O Cairo é a capital do Egito e é hoje a maior cidade do mundo árabe e da África, sendo considerada a área metropolitana mais povoada de todo o continente africano. Foi fundada no ano 116 a. C., na área que nos dias de hoje é conhecida como Velho Cairo. Bem próxima ao centro, no platô de Gizé, estão as grandes pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos, além da grande esfinge. Poucos quilômetros à frente, em Dashur e Saqqara estão as outras pirâmides que são consideradas os protótipos das irmãs maiores. Outras atrações incluem o Museu do Cairo e suas preciosidades arqueológicas e os monumentos da cidade islâmica, como a Citadela de Saladino, com apresentações de dançarinos sufi e belas mesquitas, como a de Al-Azhar, além do imenso mercado de Khan-El-Khakili.



Alexandria

Alexandria é a segunda cidade mais populosa do Egito, onde também se localiza o seu maior porto, um dos principais pontos turísticos da região. Para os turistas, há muito para se conhecer nesta cidade, que representa um grande ponto de encontro entre a Europa, África e Ásia devido à ligação entre o mar Mediterrâneo e o mar Vermelho. Alexandria já chegou a ser uma das cidades mais importantes do mundo e lá ainda é possível se visitar o famoso Farol de Alexandria, considerado uma das sete maravilhas do mundo antigo, a Biblioteca de Alexandria, que é considerada a maior do mundo antigo e as catacumbas de Kom el Shoqafa, classificadas como uma das sete maravilhas do mundo medieval.



Luxor

Luxor é uma cidade localizada a 670 km do Cairo, ao sul do Egito que surgiu a partir das ruínas de Tebas. Sua riqueza, tanto a arquitetônica quanto a cultural, a transformam na cidade mais monumental das que abrigam os vestígios da antiga civilização egípcia. As atrações incluem o Templo de Karnak - o maior dos templos do antigo Egito - o Templo e o Museu de Luxor, o Vale dos Reis, o Vale das Rainhas, o templo mortuário da Raínha Hatshepshut, o Vale dos Nobres e o Templo de Medinet Habu.



Esna

Esna é uma cidade egípcia localizada na margem ocidental do rio Nilo, a aproximadamente 55 quilómetros do sul de Luxor. No centro de Esna, a cerca de duzentos metros do rio, situa-se um templo suntuoso dedicado ao deus Khnum, à deusa Neit e ao deus Heka, bem como a outras divindades menores. Conta-se que para adentrar o templo os egípcios seguiam um estrito ritual, tamanha a sacralidade do local de adoração. Assim, era preciso estar em conformidade com o ritual de pureza, que incluía cortar as unhas das mãos e dos pés, remover os pelos do corpo, lavar as mãos com sal e se vestir com roupas de linho.



Edfu

Edfu ou Behedet é uma cidade egípcia que se localiza no lado ocidental do Nilo, entre as cidades de Esna e Assuã. Construída longe o suficiente para ficar distante de inundações e próxima o suficiente para não ficar isolada no deserto, teve um papel importante na rota das caravanas durante a história do Egito Antigo. É um local onde turistas irão encontrar construções da antiguidade convivendo lado a lado com casas egípcias contemporâneas. As atrações turísticas incluem o ptolomaico Templo de Edfu de Hórus e as ruínas de uma das sete pequenas pirâmides construídas ao longo do vale, situadas a aproximadamente cinco quilômetros ao sul da cidade.



Kom Ombo

Localizada na margem direita do Nilo, Kom Ombo ou Nubt, no Egito, está situada a cerca de 160 km ao sul de Luxor e 40 km ao norte de Assuã. A cidade é um importante destino turístico no país, pois possui um templo da época greco-romana dedicado a duas divindades: o deus crocodilo Sobek e o deus falcão Horus. Construído há mais de dois mil anos, durante a dinastia ptolemaica, é o único templo destinado à veneração de duas divindades, com um dos lados dedicados a cada um dos deuses.



Aswan

Aswan (ou Assuão) é uma cidade situada ao sul do Egito, a 950km do Cairo e um excelente local para explorar a história épica do Egito. Como pode ser visto em sua arquitetura é adaptada ao clima e possui uma estética raramente encontrada no Egito moderno. Aswan é uma cidade do deserto, cheia de árvores e jardins. Sua principal atração é o Obelisco Inacabado de Aswan, que vale a pena conhecer.



Abul-Simbel

Abul-Simbel (em árabe) é um complexo arqueológico composto por dois grandes templos que foram escavados na rocha por ordem do faraó Ramsés II em homenagem a si próprio e à sua esposa preferida, Nefertari. O Grande Templo de Abu Simbel é considerado um dos mais belos e bem conservados de todo o Egito, localizando-se às margens ocidentais do rio Nilo, próximo à fronteira com o Sudão, em uma área denominada Núbia, a cerca de 300 quilómetros da cidade de Assuã. Uma curiosidade é que este não é o local de construção original da obra, que foi criteriosamente desmontada e reconstruída ali entre na década de 60, com o apoio da UNESCO, em função da construção da barragem de Assuã e consequente aumento do caudal do rio Nilo.



Amada

O Templo de Amada, o mais antigo templo egípcio na Núbia, foi construído pelo faraó Tutmés III no século 15 a.c. Seu filho e sucessor, Amenhotep II, prosseguiu com a decoração da estrutura. Durante o período de Amarna, todo o templo foi destruído, mas foi restaurado posteriormente por Seti I da 19ª dinastia do Egito. Entre 1964 e 1975, o templo teve que ser transferido do seu local original para um novo lugar mais alto e a dois quilômetros de distância do local original. Com o apoio do governo francês, e visando a proteção das pinturas internas na pedra, o templo foi transportado hidraulicamente.



Kalabsha

O Templo de Kalabsha é um templo egípcio antigo que foi originalmente localizado em Bab al-Kalabsha, cerca de 50 quilômetros ao sul de Aswan. Foi construído em homenagem ao deus Mandulis.



Wadi El Seboua

O Templo de Wadi El-Seboua está localizado a 150km ao sul de Aswan e foi construído pelo famoso rei Ramsés II. É considerado o segundo maior templo dos templos da Núbia após o grande templo de Abu-Simbel. O templo é conhecido com Es-Seboua, que significa "leões árabes", já que tem uma avenida de esfinges na sua entrada. O templo foi construído em homenagem ao culto do deus Ra-Hor-Akhty, Amon, e Ramsés II.



Sharm el-Sheikh

Dotada de uma beleza espetacular, Sharm el-Sheikh, situada no extremo sul da Península do Sinai, no Egito, na faixa costeira ao longo do Mar Vermelho, possui praias que irão fascinar turistas de todas as idades. Para quem curte mergulhar, a vida marinha extremamente diversificada e centenas de arrecifes de corais abrigam espécies e cardumes coloridos. Tudo isto fez com que a cidade passasse a chamar a atenção de novos turistas e resultou no surgimento de resorts de luxo e uma vida noturna agitada.





CALENDÁRIO DE FESTAS E EVENTOS

FevereiroMoulid of Sayyidna al-Hussein (Cairo)
MaioMoulid of Sayyida Zeinab (Cairo)
SetembroFestival Anual de Filmes de Alexandria